(11) 5535-8051 | (11) 98199-4322

Qual o custo para decorar um apartamento

custo para decorar um apartamento

Qual o custo para decorar um apartamento

Quando o cliente entra em contato conosco, pedindo um projeto de reforma, uma das primeiras perguntas que surgem é: qual o custo para decorar um apartamento ou uma casa?

Saber qual o custo para decorar um apartamento é extremamente importante, porque ninguém quer embarcar em um empreendimento desse tamanho, sem saber qual o investimento necessário.

A resposta para essa pergunta depende de quanta interferência o imóvel precisa, e também do perfil do cliente. Ou seja, se ele gosta de revestimentos mais sofisticados, se quer investir em marcenaria planejada, etc.

custo para decorar um apartamento

Projeto de Liliana Zenaro

Mas sempre ajudamos o cliente a planejar seu investimento com base na nossa experiência em obras, projetos e reformas.

Quais os principais custos envolvidos na reforma de um apartamento ou uma casa?

Os maiores custos relacionados à reforma são a obra civil e a marcenaria.

A obra civil é o maior custo para decorar um apartamento e envolve toda a parte de mão de obra e material da reforma. Ela engloba as demolições, instalação de revestimentos, instalações elétricas e hidráulicas, gesso, pintura e ar condicionado. Em termos de materiais, estamos falando de cimento, tijolos, areia, gesso, fios, canos e tinta. Estimamos que o investimento em obra civil custa de 25% a 35% do valor total da reforma.

A marcenaria é o segundo maior custo para decorar um apartamento. Ela envolve tanto a parte de móveis planejados, como cozinhas e armários, quanto a marcenaria personalizada, como estantes, divisórias e painéis. Somadas as duas partes, a marcenaria também totaliza entre 25% e 35% do total da obra. As variações se dão por causa das escolhas de acabamentos. Por exemplo, a madeira natural e a pintura tipo laca custam mais que fórmica ou mdf. As ferragens também pesam nesses valores. Assim, portas de correr custam mais caro que portas de abrir, porque trilhos e amortecedores custam mais caro que dobradiças.

custo para decorar um apartamento

Projeto de Liliana Zenaro

Que ambientes mais pesam no custo para decorar um apartamento?

Os ambientes que mais pesam no custo da reforma são os que envolvem área molhada, como banheiros e cozinha. Isso porque requerem troca de revestimentos, impermeabilização, hidráulica, elétrica, iluminação e pintura. Ou seja, envolvem todas as áreas da obra civil. Além disso, requerem compra de tampos, em materiais caros como granito, mármore ou quartzo, assim como louças e metais.

Que materiais pesam mais no custo para decorar um apartamento?

Os revestimentos de piso e parede, como porcelanatos e assoalhos, e os materiais usados para tampos, respondem por cerca de 10% a 20% do valor da reforma. A variação de valores depende muito das escolhas do proprietário e de seu gosto pessoal. Dependem também do quanto ele quer investir em materiais de qualidade e diferenciados.

Os granitos, por exemplo, são materiais nacionais e, portanto, mais baratos que os mármores e quartzos.

Os valores de porcelanatos também variam muito. Quanto maiores as peças e mais próximas do material natural, mais custam esses revestimentos.

No caso das madeiras, um piso de madeira natural e maciça pode custar até 4 vezes o valor de um piso vinílico ou laminado.

Já a parte de móveis e acessórios de decoração responde por, em média, 20% a 30% do valor da reforma. Aqui, novamente, depende muito da qualidade desejada pelo cliente. Quanto mais durável um móvel e quanto mais design e tecnologia ele tiver, maior o seu valor final.

custo para decorar um apartamento

Projeto de Liliana Zenaro

Um designer de interiores irá orientar o cliente na escolha desses itens. Às vezes, vale mais a pena investir em peças de maior durabilidade, portanto mais caras, do que ter que trocar de sofá e cadeiras com mais frequência.

É possível ter um valor de reforma por m2 ou proporcional ao valor do imóvel ?

Muitos clientes querem ter uma noção do investimento necessário proporcional à área que será reformada, ou em relação ao valor total do imóvel em questão.

Novamente, esses valores dependem do nível de qualidade que cada cliente busca. Mas nossa experiência, baseada nos nossos projetos de reforma, mostra que é preciso investir de R$ 2.500,00 a R$ 4.500,00 por m2. Ou cerca de 30% do valor do imóvel, no caso de se reformar o apartamento ou casa inteira.

Como fazer para a reforma e decoração não ultrapassarem a verba?

A contratação de um profissional para realizar o projeto e o acompanhamento da reforma é crucial para que o orçamento inicial não seja estourado.

O designer de interiores tem conhecimento de vários materiais e do seu custo-benefício. Além disso, tem uma lista de fornecedores confiáveis, que irão executar os serviços com qualidade e dentro do prazo. Da mesma forma, ele sabe que itens podem ser substituídos, caso o orçamento fique comprometido, sem abrir mão da qualidade.

Um bom profissional organiza todos os orçamentos e gastos em uma planilha e apresenta ao cliente antes de iniciar a reforma. Assim, é possível já ter uma ideia do investimento total antes de começar. Então, o profissional vai controlando os gastos no decorrer do processo de reforma e decoração. Também orienta o cliente sobre as prioridades de investimento e alternativas viáveis.

Vale a pena contratar um designer de interiores?

Muitos clientes ficam em dúvida sobre se vale a pena contratar um profissional para fazer o projeto e também para acompanhar o processo de reforma e decoração.

Em termos de projeto, somente um profissional, como um designer de interiores, tem conhecimento técnico e experiência para desenhar a casa dos sonhos. Ele saberá aproveitar cada espaço ao máximo e irá propor ideias e soluções criativas para todas as necessidades do cliente. Além disso, saberá usar a iluminação adequada, planejar a marcenaria e especificar os revestimentos e móveis, de forma que tudo fique esteticamente harmônico e funcional.

Normalmente, o profissional cobra o projeto por m2 ou por hora de trabalho, dependendo da complexidade do mesmo.

Já para acompanhar a reforma, o valor pode ser um percentual sobre toda a reforma, variando entre 10% a 18% do total, ou um valor fixo mensal. Novamente, depende da complexidade da obra.

O valor do projeto e do acompanhamento somam entre 10% e 20% do total do investimento.

Apesar de não parecer pouco, é um investimento que compensa. Em primeiro lugar, para evitar dor de cabeça com fornecedores, prazos de entrega e eventuais problemas de obra. E também porque um projeto bem planejado e bem executado levará a um resultado que irá valorizar o imóvel.

Além de conseguir a casa dos seus sonhos, um imóvel com projeto de decoração atrai mais compradores e pode valorizar o imóvel em cerca de 20%.

Se você tem dúvidas sobre o tipo de serviço prestado ou sobre como trabalha um designer de interiores, veja nosso artigo  Como é o trabalho de um decorador ou designer de interiores.

Liliana Zenaro

Liliana Zenaro

Liliana Zenaro é engenheira e designer de interiores. Seu trabalho alia a bagagem técnica à criatividade e ao senso estético adquiridos com sua formação. O resultado são espaços contemporâneos, sofisticados e acolhedores, refletindo equilíbrio e conforto.

Nenhum Comentário

Enviar Comentário